terça-feira, 31 de agosto de 2010

O Cristo Redentor de Ilhéus ( Réplica do Corcovado - Rio de Janeiro )


          O Cristo Redentor de Ilhéus - Réplica do Corcovado - Rio

O monumento era considerado uma obra do Pasquale, no entanto , pesquisando mais a fundo,  fui ver de perto. Me lembrava que ele tinha tido uma participação . Coisa de criança, ouvindo conversa dos adultos.
---------------------------------------------------------------------------------------------------------

CRISTO REDENTOR DE ILHÉUS  - Localizado na entrada do antigo porto da cidade de Ilhéus, sul da Bahia, teve a participação de DE CHIRICO apenas na elaboração do projeto que foi realizado pelos arquitetos Valdemar Tavares e Salomão da Silveira. O projeto foi inspirado no Cristo Redentor do Rio de Janeiro por vontade do cacauicultor Misael Tavares, figura importante na região.  A obra foi inaugurada em novembro de 1942 pelo Prefeito Mario Pessoa, com a presença do autor do projeto, realizadores e , naturalmente, com a do seu idealizador, na época o maior produtor e exportador de cacau do mundo.

segunda-feira, 30 de agosto de 2010

Mais um trabalho de DECHIRICO , Pasquale , de pequeno porte

Imagem indisponível


Mais um trabalho de pequeno porte, instalado na cidade de Nazareth das Farinhas, do Mons. ALEXANDRE BITTENCOURT , de propriedade da Prefeitura local e inaugurado em 21.01.1941.

quinta-feira, 26 de agosto de 2010

Homenagem aos três irmãos Pereira – monumento na Conceição da Praia










Na praça Manoel Vitorino, localizada na parte baixa da cidade, no coração do bairro da Conceição da Praia, bem em frente è Capitania dos Portos do Estado da Bahia e Escola de Aprendizes de Marinheiros e ainda uma prainha onde, de vez em quando , encosta um ou outro  saveiro para descarregar cerâmica, vinda do recôncavo, há um monumento representando os três irmãos Pereira, figuras de relevo na história baiana, tanto que mereceram a homenagem através de um monumento que junta as três figuras.
Manoel Vitorino Pereira é a figura principal . Nasceu em Salvador em 30.01.1853 e faleceu no Rio de Janeiro em 9.11.1902 . Político brasileiro que exerceu o mandato de Vice-Presidente no governo de Prudente de Moraes – médico e escritor na imprensa, foi, também Presidente do Estado da Bahia e Senador, entre outras atividades. Afastado por motivo de saúde, tinha sido o único baiano a assumir o cargo de Vice-Presidente da República. Foi, também m o 2º governador da Bahia no período da República.
Foi professor da Faculdade de Medicina e ex-diretor do Liceu de Artes e Ofícios.

Seus irmãos também foram médicos e jornalistas,

Antônio Pacífico Pereira se dedicou ao bem estar dos pais idosos , sendo obrigado a abrir mão de promoções na carreira eclesiástica como para Bispo e até Arcebispo.

José Basílio Pereira, nasceu em 5.06.1846 e faleceu em 18.11.1922 .

Na site da Fundação Gregório de Matos o  que consta é muito pouco ,e ali se diz  que ele foi inaugurado, o monumento, em 1954 , o que pode não corresponder à realidade , pois ele é mais antigo, bem mais antigo.

Basta levar em consideração que o autor faleceu no dia 31.03.1943 , portanto , 7 anos antes dessa data

É algo que me ocorre, dos tempo da juventude, pois me lembro que havia uma feira,  provavelmente chamada Feira ou Festa da juventude, antes da construção do Estádio Otávio Mangabeira, em cujo espaço todos os anos ela acontecia, inclusive com a atração da época que era Zé Trindade, Ratinho e o conhecido Zé Coió. Com certeza o conjunto esteve em depósito e sem destino, até que alguém resolveu aproveitar aquele pequeno espaço da degradada cidade baixa onde eles, os homenageados ,nada têm a ver com a história. E, como ninguém disse mais nada, foi ficando... Aliás, algo semelhante aconteceu com a estátua de Cristóvão Colombo hoje instalada na Mariquita, no Rio Vermelho e com o busto do Evangelisador Manoel da Nóbrega, que andou passeando pela cidade , a partir do Terreiro de Jesús, em frente a Cathedral,  até que lhe arranjaram um cantinho em frente a Igreja da Ajuda , onde, parece que, agora, encontrou a tranquilidade.


Se não me falha a memória , o monumento, foi transferido juntamente  por causa da construção do estádio Otávio Mangabeira, mais conhecido como a Fonte Nova  . Deve haver algum registro por aí...

No entanto, a localização atual não condiz de modo algum com a importância das figuras homenageadas. De maneira alguma, a sua colocação original não ocorreu na parte baixa da cidade, em frente a uma prainha que servia de porto  para saveiros .

Com certeza,  a inauguração não aconteceu numa área degradada como a Conceição da Praia. O local atual é apenas um estacionamento de veículos entregue aos lavadores de carros e no centro de um imenso shopping center a céu aberto de materiais de construção com grande movimentação de caminhões e compradores...e, pior de tudo , muito mal cuidado . Vejam-se os cavaletes que aparecem na foto de hoje (26.08.20100).

Já está na hora de encontrar outro local para o conjunto, obra de Pasquale de Chirico, e cuja figura principal  chegou a ser o primeiro e único baiano a ocupar a Vice-Presidência do país , no governo de Prudente de Moraes.

No local em que está, está errado. Aprofundem-se as pesquisas e saberão de onde ele foi transferido e encontre-se um local mais apropriado para figuras tão ilustres.



O monumento aos Irmãos Pereira .  tem 6m de altura e base de 3,30 x 1,40 . 
Apesar de se informar que ele foi protegido por um gradil de ferro, já está necessitando de manutenção porque a área interna ao gradil está servindo de depósito de materiais e sofreu agressões .


Sarnelli, em 26.08.2010




terça-feira, 24 de agosto de 2010

Homenagem a Marcus Vinicius de Moraes





Nasceu em 19 de outubro de 1913 e faleceu  no Rio de Janeiro em 29.07.1984, Bacharel em letras, formou-se no Recife .

Estava na Inglaterra quando a guerra de 1939 o obrigou a voltar ao Brasil , ano em que compôs o seu primeiro samba.

Não há quem não conheça, no Brasil, o Vinícius de Morais,  a sua figura peculiar , a sua maneira de ser ...

Foi Diplomata de carreira, draumaturgo, jornalista, poeta e compositor e teve uma história de vida movimentada . Como funcionário de carreira do Itamaraty assumiu diversos postos, mas nas suas veias não prevalecia a diplomacia e sim a  música e a boemia , razão da sua vida bastante fecunda, que nos deixou obras lindíssimas .

Incompreendido em Vida , agora é homenageado e lhe é devolvido tudo a que tinha direito. Fez parceria com todos os cantores e compositores famosos do Brasil.

Em 1968 , terminou a sua carreira de diplomata , por efeito ao Ato Institucional ( lei AI-5) por ter sido considerado vagabundo ( sim, repetindo: v a g a b u n d o )  pois, com um salário de 6.000 dólares.  vivia nos botequins tocando violão e cantando , sempre se apresentando com um copo  de uísque na mão . Foi parceiro de muitos compositores, músicos e cantores mas foi mais parceiro dele mesmo.

Lançou alguns álbuns  . Enfim, foi mesmo um boêmio e sua paixão sempre foi a música e a poesia , para a nossa sorte e alegria.

Depois de 30 anos de sua morte  o Itamaraty reconheceu o seu valor e, postumamente o reconduziu ao posto a que tinha direito com a promoção para o cargo de Ministro de Primeira Linha , ou seja, de embaixador .

E entre outras homenagens , a Bahia o homenageou com a colocação de uma estátua em uma das praças de Itapuã , bem pertinho do farol que tem este nome, sentado junto à uma mesa, também em bronze, tendo ao lado uma cadeira vazia, com o copo de uísque ( furtado ), que era a sua marca , muito provavelmente apreciando o por do sol em Itapoã e divagando com o pensamento,  muito provavelmente compondo mais uma das suas letras e ou uma outra poesia ...

A homenagem está na praça cujo nome desconheço mas que eu mesmo a chamo de Praça Vinícius de morais . O trabalho artístico é do escultor Juarez Paraíso , também professor da Escola de Belas Artes da Universidade Federal da Bahia .







segunda-feira, 23 de agosto de 2010

Estátua em homenagem a Góis Calmon - Barrís




O monumento , figura em tamanho natural do homenageado, em bronze fundido, está no páteo do Colégio Góis Calmon. Localizado no bairro dos Barris , em Salvador/BA figura é montada sobre um pedestal de granito trabalhado e foi inaugurada em 19.01.1938.Francisco Marques de Góis Calmon – Salvador06.11.1874 / 29.01.1932 foi um político e advogado brasileiro

Era filho do Almirante Antônio Calmon du Pin e Almeida  e de Maria dos Prazeres Cunha Góis.
Formado em Direito no Recife, entrou na política por acaso, substituindo J.J.Seabra . Fez um governo inovador, ao se assessorar de uma equipe de jovens talentos universitários 





sábado, 21 de agosto de 2010

Manoel da Nóbrega - O evangelizador


 Este busto, instalado sobre coluna de pedra trabalhada, está localizado no Centro Histórico de Salvador . O detalhe da homenagem ao conhecido evangelizador, é a índia convertida, aos seus pés, com um terço nas mãos. O trabalho é do escultor italiano Pasquale De Chirico. A sua primeira inauguração aconteceu no dia 02.03.1943 na Praça de Sé. Depois foi relocado em frente à Igreja da Ajuda em 02.07.1952.

É um trabalho que andou passeando pela cidade, sumido, e reapareceu, pois, parecia que não havia lugar para ele. Inicialmente,  foi colocado na Praça XV de novembro em 02.03.1942 ( Terreiro de Jesus )  Pasquale faleceria no dia 31.03.1943.Pouco mais de um ano depois... Reinaugurado em 27,10.1999 em frente à Igreja da Ajuda. Algumas literaturas atribuem a autoria da obra ao escultor ISMAEL DE BARROS, um dos alunos e companheiro constante do Mestre. Na verdade, este foi o último trabalho do artista e a participação de Ismael ficou ( presume-se ) restrita a alguns retoques, uma vez que o busto estava pronto, tanto é, que a peça ostenta, gravada no bronze e portanto eternizada, a assinatura de P.De Chirico , como ele costumava assinar nos seus trabalhos. A curiosidade é que, tendo ela sido transferida diversas vezes , existem diversas datas de inaguração . Estes deslocamentos justificam a data de 02.07.1952. Como é sabido, Pasquale faleceu em 31.93.1943 . A índia catequisada que faz parte do conjunto , teve, como modelo , uma das filhas do próprio De Chirico, que se chamava Cecília .

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Estátua em homenagem ao Zumbi dos Palmares - Líder Negro



Zumbi dos Palmares
Estátua de Zumbi dos Palmares inaugurada no dia 30.05.2008 na praça da Sé, Salvador, Bahia - Centro histórico de Salvador, de autoria da artista plástica baiana Márcia Magno, instalada sobre pedestal de mármore negro sobre onde antes estava uma réplica da estátua de Tomé de Souza,  original , existente no interior do Palácio Rio Branco, de autoria do escultor italiano Pasquale De Chirico e realizada pelo escultor Vauluizo Bezerra Rodrigues , que foi relocada para a praça que tem o seu próprio nome, em frente ao Elevador Lacerda, do próprio Palácio Rio Branco, Câmara dos Vereadores e Prefeitura de Salvador.

 A estátua de Zumbi dos Palmares tem 2,20 mts de altura e foi fundida em bronze., colocada sobre uma base quadrilátera revestida de 4 placas de mármore negro polido.

Ele  foi o grande líder negro do quilombo. Nasceu livre em 1655 mas foi capturado e entregue a um missionário português aos 6 anos de idade. Foi o maior oponente contra a escravidão e não admitia a liberdade dos negros refugiados no quilombo enquanto os que estavam nas fazendas continuavam escravizados. Após uma série de lutas foi ferido, conseguiu fugir, mas, traído por um velho companheiro , foi entregue aos portugueses. Foi degolado em 20.11.1695.

Durante a sua liderança, o quilombo chegou a ter uma população de cerca de 30 mil habitantes que produziam tudo o que necessitavam para a sua sobrevivência.

quarta-feira, 18 de agosto de 2010

D.Pedro II



Monumento em bronze montado sobre blocos de granito. Hoje ele se encontra no Jardim de Nazareth , ou seja , na Praça Almeida Couto.
Sua primeira localização foi no chamado Campo da pólvora , de onde foi deslocado por causa das obras do Forum Ruy Barbosa,

Inaugurado em 07.09.1937 - na presença de um grande público entre o qual eu mesmo me encontrava com o autor.

O monumento tem 9,30 m de altura e uma base de 6,30 x 6,30.

Irmão Joaquim do Livramento




Busto em bronze colocado sobre coluna de granito lavrado inaugurado em 16.08.1936 , altura de 2,05 m e base quadrada de 0,58 x 0,58.

Joaquim Francisco do Livramento nasceu em 20.03.1971 na cidade de Desterro , Santa Catharina e dedicou toda a sua vida aos pobres . Foi filho de pais açorianos . Amava e protegia os pobres em nome dos quais e para os quais recolhia donativos. Com os recursos obtidos fundou dois seminários para órfãos: um em São Paulo e outro no Rio de Janeiro.

Chegou à Bahia em 1799 , sempre viajando a pé e trabalhando por onde passava , fundou o Asilo São José que depois passou a ser denominado Colégio dos Órfãos São Joaquim em homenagem ao seu fundador. O colégio está na parte baixa da cidade em frente a uma feira e no local que lhe tomou o nome.

A coluna de granito com o busto de bronze está num canteiro bem cuidado na frente do colégio, numa pracinha que tambem ganhou o seu nome, na Avenida Jequitaia, Salvador/Ba

terça-feira, 17 de agosto de 2010


Os últimos detalhes do mercado do peixe e da Praça Caramuru no Rio Vermelho.

Conforme o Blog do Rio Vermelho anunciou, repaginando um artigo estampado em coluna de Waldemir Santana, agora se fala da intenção do artista plástico Santi Scaldaferri realizar não 2 , mas 4 esculturas enriquecendo ainda mais as obras de revitalização da Mariquita no seu todo . Além da estátua do Caramuru e do índio, é pensamento do artista acrescentar uma em homenagem a Yemanjá e outra já denominada “águas de março “.

O blog do Rio Vermelho sugeriu a melhoria do pacote com mais uma obra, desta vez homenageando o escultor Pasquale de Chirico , velho morador do Rio Vermelho e o embelezador da cidade com tantas estátuas em praças públicas, que teria ficado esquecido até hoje, não tivesse sido o meu empenho em resgatar a sua memória. Como todos aqui no pedaço sabem , sou neto do Pasquale e, portanto, interessado no assunto .
Na verdade, em matéria de qualidade e quantidade de obras, De Chirico, até hoje , ainda não foi superado.

Fala-se e muito, de pioneirismo. DE CHIRICO, foi um pioneiro no Rio Vermelho. Feitas as contas , se ele faleceu em 31.03.1943, após 40 anos de Salvador, ele se instalou na casa em que morou ( e que depois aconteceu ter sido doada a Caymmi ) na primeira década do século XX. Algo que não se discute mais ... Algo que, mesmo na base de conclusões, fica sacramentado !

Claro que a idéia me fez feliz, mas não acredito que ela venha a se realizar, por uma série de fatores que não vale a pena mencionar. No entanto, no próprio Blog, já me manifestei. Se o milagre acontecesse, por que não ? Não gostaria de ver a homenagem ao velho “Construtor de estátuas “ como o chamava o jornalista e crítico de Artes, Carlos Chiaccio, autor da Revista ALA ,na Mariquita. Haveria um local mais apropriado que seria a pracinha justamente em frente a casa que construíu, e em que eu mesmo, ainda criança, alçado pelos operários, dei o primeiro prego na cumieira .Me manifestei sobre o tipo de homenagem, dizendo que poderia ser coisa simples . Apenas uma coluna de granito cinzelado com um medallhão em bronze , incrustado .

Outrossim, algo que manifesto agora, é que gostaria de que o medalhão fosse aquele em poder da Escola de Belas Artes da Bahia – UFBA, de autoria do seu melhor aluno, o também escultor ISMAEL DE BARROS, evidentemente que já falecido, que todos os envolvidos esqueceram. A homenagem estaria completa , sendo de autoria do seu melhor e aluno predileto. Nada muito difícil. Quem é do ramo, conseguirá ,por empréstimo , a obra, apenas para fazer uma cópia, que poderia ser feita pelos próprios alunos atuais da Escola de Belas Artes e o custo seria mínimo possível, já que eu mesmo vejo, em toda a questão , o problema da grana, que é uma doença crônica que vem nos perseguindo e a quem tem idéias, há muito tempo .

Estou me manifestando para que não precise ser consultado e para que possam se orientar a respeito . Espero mesmo, de todo coração, que o artista plástico Santi Scaldaferri possa realizar o seu projeto incluindo mais esse, de uma figura que ele, certamente, conheceu.

Assim, já se passaria a falar de cinco ( e não 4 ) obras . A inclusão da homenagem a Pasquale, que a cidade, certamente, lhe deve, não influiria demais nos orçamentos, não deveria ser problema, pois seria bem simples e humilde como ele mesmo sempre foi.

A bem da verdade, ela já deveria ter acontecido há muito tempo. Quando ele morreu, uma comissão propôs à família, que se reunisse algumas das obras restantes, quadros , desenhos, estatuetas , etc. que ficaram em casa, para que se fizesse uma exposição e que se usasse o dinheiro para realizar uma homenagem a Pasquale em Praça pública. O dinheiro deveria ter sido depositado no Banco do Brasil. A exposição aconteceu no prédio da antiga Biblioteca pública do Estado, na hoje Praça Tomé de Souza, que depois foi derrubado junto com o irmão gêmeo que abrigava a Imprensa Oficial do Estado, para dar espaço àquela monstruosidade que é a Prefeitura de Salvador, em obra, que destoa totalmente do conjunto existente no local.

Aqueles dois imóveis estavam tão bem integrados ao conjunto da praça histórica, e poderiam, ainda hoje, estar servindo a alguma finalidade social. Uma pena que, num momento de insensatez, alguém teve uma idéia como aquela !

Os anos se passaram o dinheiro e as pessoas se volatizaram e tudo ficou por isso mesmo...O pior de tudo : a família ficou sem as peças e a ver navios... para casa, só voltaram as sobras.

Finalizando, desejo que todas as pessoas percebam que não estou pedindo nem implorando nada, pois a idéia não foi minha, da mesma forma como considerei que uma certa publicação veiculada há alguns anos pelo bairro não foi mais do que uma obrigação de quem se propõe a divulgar coisas do bairro , ocasião em que fui chamado de “ mal agradecido “...num mail que não pode ser reproduzido.

Salvador deve à DE CHIRICO , uma pequena conta que ainda poderia ser paga, mesmo que singela , afinal, além de pioneiro no Rio Vermelho , está demonstrando que é imortal, na história da cidade.

A única homenagem conhecida ao baixinho ( 1,55 m ) está na Escola de Belas Artes da Bahia , no Canela. Lá existe uma sala com o seu nome e onde os alunos passados e atuais , fazem os seus estudos e trabalhos.Pelo menos, lá, não ficou esquecido...na escola que ele próprio ajudou a fundar !


Bartolo Sarnelli

Em 17.08.2010 – Neto de Pasquale De Chirico.




segunda-feira, 16 de agosto de 2010

Busto de Ruy Barbosa

Busto em bronze ,  colocado sobre coluna de pedra lavrada, que consta da relação da produção de Pasquale de Chirico , na cidade de Ilhéus , no sul da Bahia.

Infelizmente , não está disponível a foto desta peça. O busto foi inaugurado em13.03.1935.

domingo, 15 de agosto de 2010

Memorial a Clériston Andrade e seus amigos - a manutenção, onde está ?





É uma obra do artista plástico baiano Mario Cravo Jr., um projeto pioneiro , ano de 1983 , encomenda da Prefeitura da cidade de Salvador. O homenageado foi prefeito de Salvador com  o apoio de ACM - Antonio Carlos Magalhães , que o indicou para o posto de governador do Estado. Durante a campanha , em 1982 , um helicóptero com ele a bordo e mais alguns companheiros de partido, devido a pouca visibilidade ( ou excesso de peso ) bateu em um morro na cidade de Itapetinga . Morreram todos os passageiros.

Foi criado um memorial que está localizado na av.Garibaldi ,  confluência com a rua Adhemar de Barros, tendo recebido diversas outras homenagens como um hospital com o seu nome na cidade de Feira de Santana e o  Estádio Clériston Andrade, em Itagimirim
Mario Cravo Jr., nome completo, é escultor, desenhista e professor da arte. Nascido em 13.04.1923, tem hoje cerca de 87 anos e é autor de outras obras na cidade de Salvador.

O memorial relaciona todos os nomes dos passageiros falecidos naquele trágico acidente, foram nove, mais a tripulação .

O que não dá para concordar é com o desleixo do órgão competente, quer dizer , responsável pela manutenção ou irresponsável pela conservação , pois , tudo na cidade, custa dinheiro público que vira água nas mãos dos gestores que não estão nem aí para o valor das gotas de suor que cada soteropolitano produz para ganhar o seu dinheirinho e pagar o imposto que tem que manter a máquina em funcionamento.

Deixo aqui o meu protesto, pois andei verificando e tomando conhecimento de que toda aquela parte escura que aparece no memorial são, nada mais nada menos, que placas de cobre “ marteladas” , trabalho artesanal e portanto caro , que o tempo se encarregou de escurecer e talvez de destruir, em face da ausência dos homens responsáveis .

Aquele material é para ficar brilhando e reluzindo ao nosso sol de cada dia.

Tem que haver um responsável por isso ! ... Se não dava para manter uma obra dessa, por que a contrataram ? Não podiam ter feito algo menor e de mais fácil conservação já que não fazem nenhuma ? O preju seria bem menor. ..

 À esta altura do campeonato não é com ninguém ...  Mas alguém precisa tomar uma providência e voltar a fazer brilhar aquela obra ! Por sinal, para quem interessar dentro da Prefeitura, tem gente morando em baixo da estrutura... Não acreditam ? Por que não vão conferir ? Por que não mandam o serviço social ? Aliás, com as poucas pancadas de chuvas desses dias, o tanque virou um excelente criatório de mosquitos !
Sarnelli, em 15.10.2010



Memorial a Clériston Andrade e amigos - Acidente aéreo . Obra do escultor Mario Cravo Jr. ,de 1983, Tem 14 metros de altura .

O Memorial - Obra do escultor e artista plástico Mario Cravo Jr.
Em colagem fotográfica 


                                         

              

sábado, 14 de agosto de 2010

Monumento ao Visconde de Cayru na praça do mesmo nome - cidade baixa em Salvador


                                                            Mon. ao Visconde de Cayru

 localizado na praça que tem o seu nome, na cidade baixa, em frente ao Mercado Modelo e ao Elevador Lacerda , que liga as cidades alta e baixa. O monumento é de autoria do escultor italiano Pasquale De chirico e foi inaugurado em 28.11.1934.
O homenageado foi um político influente publicista, juriscolsulto, brasileiro nascido em 16,07 1756 em Salvador e faleceu em 20.08.1756 na cidade do Rio de Janeiro. Diplomado pela famosa Universidade de Coimbra , concluiu os cursos de filosofia e medicina, entre outros , tendo sido o idealizador e o homem que apresentou e convenceu Dom João VI sobre as vantagens da abertura dos portos às nações amigas quando este passou pela Bahia. Em poucas palavras, o homem a quem se deveu , na época,  a abertura dos portos brasileiros às nações amigas, o que possibilitou desenvolvimento do comércio ultramarino.

Este monumento tem tudo a ver com a presença da minha família em Salvador. Ele foi contratado pelo governo do Estado e o DE CHIRICO, mas as circunstâncias da época obrigavam a que fosse realizado na Itália . Devido à revolução de trinta, o governo da Bahia  não estava conseguindo cumprir a sua parte. Foi então que o “ velho” atravessou o Atlântico para acertar os seus parangolés . Depois de tudo acertado, escreveu uma carta para o meu pai Alberto , para que embarcasse a obra e viesse com a família. Eu já havia nascido e apareço no passaporte de minha mãe, na mesma foto, no seu colo, como uma criança recém nascida.  A nossa chegada no Brasil, aconteceu em 17.10.1931, exatamente quando eu completava apenas 4 meses de vida.

O conjunto escultórico está localizado em uma das praças mais importantes e conhecidas de Salvador. Na praça que tem o nome do homenageado. De fato, está localizado exatamente em “ um sítio histórico “ . Na parte baixa do Elevador Lacerda, que também é considerado um monumento pela Fundação Gregório de Matos. |Fica em frente e de frente  ao atual Mercado Modelo , numa área onde ainda podem ser vistos casarões da época, embora , aos poucos, consumidos pelo tempo e desinteresse dos proprietários , estejam desmoronando um a um, bem pertinho da belíssima sede da Capitania dos Portos do Estado da Bahia e Escola de aprendizes de Marinheiros , Igreja de N.Senhora da Conceição , onde , por algum tempo esteve enterrada a Irmã Dulce, o “ Anjo bom da Bahia “ ( hoje o seu memorial se encontra no Hospital Santo Antônio, que ela própria construiu ao logo dos anos  e continua viva ,muito viva , no coração do povo baiano – e sua obra cumprindo o seu papel ) que o povo lamenta estar fazendo muita falta mas está sendo muito bem conduzido por uma sua sobrinha, preparada por ela para essa missão e tem o apoio de grandes empresas do estado
) e bem pertinho da famosa rampa do antigo Mercado Modelo ( que sofreu 3 incêndio tendo sido consumido totalmente pelo último e abrindo espaço para urbanização daquela área )que desenvolvia a atividade de abastecimento da cidade e onde aportavam os saveiros fazendo a ida e vinda de mercadorias de e para o recôncavo baiano. Ainda na praça Cayru , resta um belíssimo prédio colonial revestido em azulejos portugueses  que está sendo reparado para a construção de um hotel de 5 ou 6 estrelas . Pertinho do Forte de São Marcelo, outro dos mais conhecidos cartões postais da Bahia, juntamente com o elevador Lacerda ( e monumento a Castro Alves – que se encontra na parte alta da cidade ) , atracadouros e marinas.

Como o mar atingia a encosta da montanha, toda aquela parte foi recuperada , aumentando a parte baixa da cidade.


sexta-feira, 13 de agosto de 2010

Vários bustos de produção de Pasquale de Chirico e suas localizações





Almeida Couto – Conselheiro Almeida Couto,  nascido José de Almeida Couto. 28.10.1833  e falecido em  8.10.1895. Advogado, político, foi Presidente da Província de São Paulo entre 09.08.1884 a 19.05;1.885. Da Bahia, por duas vezes de 1 a 29.8.1885 e de 14,06, a 14.11.1889. O busto está localizado no Jardim de Nazareth.

Barão de Macaúbas – Abílio César Borges , médico e educador – nascido em 9.9.1824 e falecido em 17.01.1891 – Busto em bronze pertencente ao ICEIA – DE 1924,

Dr. Julio David –médico famoso e morador da península itapagipana , formado em 1878 aos 22 anos. A homenagem é dos moradores da península pela extrema dedicação aos moradores e amigos. O busto se encontra localizado à rua que tem o seu nome e ao lado da igreja N.Sra. do Rosário.

Ernesto Carneiro Ribeiro- Nascido na ilha de Itaparica, médico, professor, lingüista e educador. Nasceu em 12,09.1939 e faleceu em 13.11.1920. Em 1874 fundou o Colégio da Bahia que funcionou até o ano de 1.883 . Depois fundou o colégio que tem o seu nome . Teve divergências com Ruy Barbosa por causa da revisão ortográfica do Código Civil Brasileiro. Busto em bronze, montado sobre coluna de granito e localizado no atual Colégio Central, ou seja, para os mais antigos ,Ginásio Estadual da Bahia...


Escultura intitulada o Polvo - Praia do SESC - Av. Otávio Mangabeira , sentido Amaralina a Itapoã - Salvador/Bahia

Esta escultura encontra-se na praia do SESC e fazia parte de antiga barraca do Jajá. Não existe indicação de autoria, sendo que ela foi construida em cimento, medindo cerca de 4 metros de comprimento por 1 metro de altura.
---------------
Estas fotos me foram enviadas pelo meu filho Claudio , tendo sido uma surpresa para mim.  Na fase atual, estão acabando com todas as barracas de praia. Desconheço se há projetos existentes para tornar a nossa orla tão bonita como aquela de Miami , promessa  feita pelo prefeito atual,  que vamos cobrar. Ele terá  cerca de dois anos para cumprir a palavra !...
Só espero que haja bom senso e que a obra possa ser preservada e servir de referência para indicar a praia, como aconteceu com " a placa da Ford Publicidade antiga ) " - Hoje nos referimos àquele pedaço como a praia de Placafor.

Espero também que ela possa durar muitos e muitos anos e que, para tal, ela tenha sido contruída para resistir ao salitre, que é muito forte no local.
Fica no ar apenas a pergunta : quém fará a conservação ?

Foto de Sarnelli(Claudio)
Autor : procura-se a autoria 
Propriedade : obra exposta em área pública  ( domínio público )




quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Monumento a Antonio Frederico de Castro Alves - O Poeta dos Escravos

Posted by Picasa

quarta-feira, 11 de agosto de 2010

Mensagem recebida de uma amiga que acessou o blog

Finalmente visitei o blog de De Chirico e só tenho elogios à sua iniciativa de nos mostrar a beleza que está em nossa cidade na forma das lindas e elegantes esculturas do artista e, como não poderia deixar de ser, cumprimentá-lo pela qualidade do trabalho de seu avô, que retratou figuras ilustres de relevante valor histórico e social para a Bahia.

Nota do Sarnelli : e não vai parar tão cedo !

Manifestação de um leitor e amigo sobre o blog

Prezadíssimo Bartolo,
recebi com entusiasmo a noticia de mais este seu blog cujo nome é em homengem ao seu querido avô, o grande escultor Pasquale De Chirico. Mas este blog não se resume apenas à divulgação da obra do grande mestre venosino  ( nasceu na cidade de Venosa, perto de Napoli ) que aportou aqui pela nossa Bahia e cujos trabalhos estão espalhados em monumentos em importantes locais da cidade, embelezando-a e enriquecendo a nossa cultura. Sua preocupação, também, é divulgar a arte baiana em nossas praças e vias publicas. Informar às pessoas sobre os monumentos e expressões artisticas que estão à nossa volta no nosso cotidiano e nunca prestamos muita atenção. Também chamar a atenção dos poderes publicos sobre a conservação deste nosso patrimonio cultural. Bartolo, a sua preocupação com a nossa cultura deve ser saudada. Desconheço outros blogs deste genero. Parabéns!
Cristiano Teixeira

terça-feira, 10 de agosto de 2010

Um trabalho mal pensado e piormente conservado - Salitre consome ferro, minha gente !


Esta montagem foi feita com cinco fotos clicadas esta manhã no largo do Farol da Barra . Sinceramente, fiquei surpreso ao constatar as condições de conservação da grade que protege a coluna sobre a qual está fixado o busto do Almirante Tamandaré , Patrono da Marinha Brasileira . Use o zoom , e veja , em detalhes , a que ponto chegou a falta de cuidados pelos responsáveis pela conservação do nosso patrimônio astístico e Histórico . Um gradeado de ferro , exposto , constantemente , ao salitre. A coisa piora, nos dias de mar agitado ...

A partir daí, já se vê que a coisa não foi bem pensada. Ainda bem que o busto é de bronze...

Vamos tomar providências, minha gente ! Se demorar um pouquinho , só outra grade e, como nunca há dinheiro para serviços maiores, o busto vai ficar exposto à sanha dos vândalos , que é o que não falta na cidade.

É trabalho para a Fundação Gregório de Matos !

Fotos de Sarnelli

Sarnelli em 10.08.2010
Posted by Picasa

segunda-feira, 9 de agosto de 2010

Maria Quitéria , o soldado Medeiros, a heroína da Independência

                                                                            Monumento  a Maria Quitéria - Soledade/Lapinha

Maria Quitéria de Jesus nasceu no interior da Bahia em 27.07.1982 e faleceu em Salvador em 21.08.1853 .Foi uma militar brasileira que participou das batalhes pela independê "  quando o movimento esquentou por aqui .Ela aprendeu , por conta própria , a montar caçar e o manejo de armas de fogo, tão necessárias na época ...



Queria participar das lutas mas , não conseguindo a aprovação do seu pai, fugiu de casa para a casa de uma meia-irmã onde cortou os cabelos e se vestiu como homem indo a seguir para a Vila de Cachoeira onde se alistou sob o nome de Medeiros , no regimento de artilharia onde foi encontrada dias depois pelo pai. Por insistência dos militares que viram nela qualidades, ficou alistada e participou de diversas ações na ilha de Maré, Conceição, Itapoã , Pituba. Conhecida como o soldado Medeiros , recebeu , em 31 de março , no posto de cadete , por ordem do Conselho Interino da Província, uma espada e seus acessórios . Já em 2 de julho de 1823 , quando o exército entrou vitorioso na cidade , Maria Quitéria foi festejada pela população . A Província deu-lhe então o direito de portar a espada . Quando , na condição de cadete usava um uniforme asul com um saiote por ela própria idealizado, além de capacete com penacho.



Pela sua bravura em combate E Gal. Pierre ( Pedro ) Labatut conferiu-lhe as honras de 1º Cadete. Foi recebida pelo Im,perador em pessoa no Rio de Janeiro que a condecorou com a Ordem Imperial do Cruzeiros , com as segintes palavras :

"Querendo conceder a D. Maria Quitéria de Jesus o distintivo que assinala os Serviços Militares que com denodo raro, entre as mais do seu sexo, prestara à Causa da Independência deste Império, na porfiosa restauração da Capital da Bahia, hei de permitir-lhe o uso da insígnia de Cavaleiro da Ordem Imperial do Cruzeiro".

Foi, também , na ocasião, promovida a Alferes de linha e aproveitou para solicitar ao Imperador uma carta para o seu pai, para que lhe desculpasse a desobediência.

Tudo terminado, foi morar em Feira de Santana . Casada , com uma filha , já viúva , voltou para Salvador, vindo a falecer aos 61 anos praticamente cega e em quase completo anonimato.

A homenagem à Heroína da Independência , está manifestada através de um monumento que a mostra em trajes militares , brandindo uma espada e instigando os seus homens à luta..., localizado no Largo da Soledade ( Lapinha, bairro da Lberdade ).

Foi inaugurado em 21.08,1953 e é constituído de uma figura de bronze fundido sobre pedestal de granito trabalhado , com uma altura total de 6m59 m e uma base de 4,93 x 4,06 m .

O monumento é provido de uma proteção de ferro gradeada .

O autor, foi o artista JOSÉ P.BARRETO.

Fontes utilizadas :
Internet ( Google )

Site da Fundação Gregório de Matos / Salvador

Foto de Sarnelli













".

domingo, 8 de agosto de 2010

E Pasquale queria fazer o retrato do pescador, pois sim...!


De Chirico e seus desenhos


Não apenas DE CHIRICO era um escultor extremamente detalhista e profundamente conhecedor da anatomia humana , como era , também , um desenhista de altíssima qualidade. Sabia jogar com as cores como ninguém , sobretudo com a luz , mas tinha preferência pelo crayon e era com ele que desenhava, nos momentos vagos, nos dias em que não desejava se deslocar até o seu ateliê na rua do tijolo ,  de preferência , retratando figuras exóticas e do tipo considerado na época, como negróides .

Ele sempre morou no Rio Vermelho . Foi um dos pioneiros no bairro , quando ele era local de veraneio , nas férias escolares de meio e fim de ano.

Como todas as pessoas da época, ia e voltava do trabalho de bonde. Ninguém tinha pressa. Para que , se as necessidades para uma vida feliz eram mínimas e o que mais valia era mesma a tranqüilidade, a vizinhanças e os amigos. Ele viveu numa época em que um fio de bigode tinha a força de um contrato .Ser desonesto era quase que um crime. Não havia necessidade de correr , porque o tempo dada para tudo !

Pois bem. Uma tarde, já quase fim de dia , ele voltava, a pé, para casa , quando encontrou num degrau um senhor sentado, vestindo roupa esfarrapada e suja , chapéu de palha desfiando nas abas e em cima , barba branca e comprida  grisalhando aqui e acolá. O velho chegou a pensar : achei ! vou retratar esse cara ! Aproximou-se do indivíduo, entabulou uma conversa e convidou a pessoa para ir ao seu atelier de casa , ali bem pertinho ,  “ fazer um retrato “ . Sim, Professor . Era assim que ele era conhecido no pedaço. Amanhã,  vou estar lá pelas 10 da manhã mas o Senhor tem que me fazer um favorzinho. Me dá um dinheirinho para um charuto ? O velho enfiou a mão no bolso tirou uns trocados, o indivíduo pediu um pouco mais e pronto. Foi para casa e, no dia seguinte, no horário previsto ,  estava esperando , quando chegou ao seu portão um cara que ele nunca tinha visto . Professor, bom dia, disse ele. Bom dia , quém é o Senhor ? Não está me reconhecendo, prof. ? Eu sou aquela pessoa que o senhor chamou para fazer um retrato...Bem imagine o resto ,porque, com o dinheiro ,  o cara havia feito barba , cabelo , bigode , chegou cheirosinho lembrando os aromas Coty do Mercado Modelo   e até chapéu de palha novo estava usando...

Uma panorâmica da Baía de Todos os Santos - Muita história por trás das imagens !

                                Quanta coisa numa foto só !...
Esta é uma das imagens mais conhecidas de Salvador . A tomada é feita da Praça Tomé de Souza, nome do fidalgo português , enviado pela coroa para fundar a cidade de Salvador, que desembarcou no Porto da Barra , foto que, oportunamente, será levada ao ar. A partir da praça , que é o paraíso dos fotógrafos, você vê o telhado do casarão que tem uma história , mas que hoje abriga o mundialmente conhecido Mercado Modelo, centro de vendas de artezanato e visita obrigatória para os turistas. Até a Rainha Elizabeth esteve nele. É sempre possível encontrar personalidades do país e do mundo inteiro dentro dele. Da praça você divisa a beleza e enormidade da Baía de Todos os Santos , com navios ao largo esperando atracação , descoberta pelo navegador italiano Amerigo Vespucci à serviço de Portugal, o quebra-mar , para a proteção do antigo porto comercial da cidade , e o não menos famoso FORTE DE SÃO MARCELO , construído em pleno porto marítimo , sobre um banco de areia .

Hoje, temos um total de 4  portos dentro da Baía de todos os Santos. Ancoradores para embarcações menores e , lá no fundo, aquela construção azul, é a estação de embarque de onde partem as lanchas para as cidades do recôncavo baiano, também ela ,  a estação , parte da história de Salvador e, porque não dizer do Brasil ?

Claro que esta inserção não tem nada a ver com monumentos , mas decidi variar um pouco a apresentação do blog , para que não se torne massificante . Poderei até mesmo incluir algumas curiosidades, sempre dentro do tema ...

É assim, que o DE CHIRICO , artes e artistas , passa , a partir deste momento, a oferecer aos seus visitantes uma variante interessante , apresentado-lhes retalhos da primeira capital do Brasil

Não se esqueça de vir ver essa maravilha ao vivo e a cores nas suas próximas férias. Não se esqueça  também de trazer a sua digital e ou filmadora . Se esquecer, ou vai se arrepender , ou comprá-las aqui para não perder, inclusive, os pores de sóis por detrás da ilha de Itaparica ,  que também aparece na foto.

O espetáculo , é , simplesmente, deslumbrante !
Posted by Picasa

sábado, 7 de agosto de 2010

Monumento ao dois de julho - a data magna da Bahia



Monumento ao 2 de julho

Homenagem do povo baiano aos heróis do 2 de julho de 1823 , quando os portugueses foram expulsos definitivamente do Brasil, 10 meses após o grito do Ypiranga, - Independência ou morte - por D.Pedro I
Foi naquela data, que se consolidou a independência do Brasil.. O monumento é de autoria do escultor italiano Comendador Carlo Nicoli , foi produzido na Italia, tem cerca de 25 metros de altura e é encimado por um índio matando uma cobra com a sua lança , simbólo da tirania dos portugueses - Foi inaugurado no dia 2 de julho de 1895 -

É um dos mais importantes monumentos de Salvador

foto de Sarnelli

Pierre Labatut ( Pedro Labatut ) Herói da Independência na Bahia

Pedro Labatut ( Pierre Labatut ) nascido em Cannes , na França , em 1778 e falecido em Salvador em 1849 na rua que hoje tem o seu nome , foi um militar francês , mercenário , que participou de diversos acontecimentos na sua vida de militar.

As suas últimas ações foram desenvolvidas na nossa guerra da Independência , tendo sido enviado para a Bahia com a finalidade de combater o General Inácio Bandeira de Melo , trazendo na sua frota uma fragata, 2 corvetas e 2 brigues . Praticamente nada ! Venceu os portugueses na batalha de Pirajá, possibilitando a entrada de reforços na cidade pela estrada antigamente conhecida como a " estrada dos boiadeiros " , que era por onde entrava o gado para o abastecimento da tropa e da cidade. Hoje, aquele antigo caminho , tem o nome de Rua Lima e Silva , Patrono do Exército Brasileiro.

O busto em sua homenagem , colocado sobre coluna de granito, circundado por grades de proteção , está na Praça da Lapinha , que fica no maior bairro de afro-descendentes  fora do continente africano .
.

Claro, é mais uma criação do talentoso Pasquale De Chirico !

Em 2 de julho de 1823 o que restava da tropa do General Bandeira de Melo se retirou , encerrando-se as maiores batalhas pela Independência do Brasil contado o tempo a partir do Grito do Ypiranga , em 7 de setembro de 1822 . As batalhas ocorridas na Bahia e concluídas em 2 de julho de 1823 têm tudo a ver com a consolidação da Independência do Brasil e libertação ...

Daí a referência ao Dois de Julho como a " data da independência da Bahia " , não entendida fora do estado . Foi quando os  portugueses que aqui haviam ficado, foram, finalmente, expulsos do território nacional.
Posted by Picasa

O Christo da Barra - à entrada da Baía de Todos os Santos

Realizada em um único bloco de mármore de Carrara, na Itália, foi trazida pelo navio italiano " CERVINO". Inaugurada em 24.12.1920 em outro local , ou seja, no morro onde hoje funciona o Comando da Aeronáutica , na então Avenida Getúlio Vargas. Por motivos diversos e de segurança foi transferida para a atual posição , no morro existente ao longo da atual Avenida Oceânica , conhecido hoje popularmente como o Morro do Christo.

A estátua foi doada à cidade pelo Desembargador José Botelho Benjamim.

Tem pouco mais de sete metros de altura .

A curiosidade que se relaciona com esta obra de De DECHIRICO é que ela é mais antiga que o Cristo Redentor do Rio de Janeiro, que foi inaugurado somente em 12 de outubro de 1931, ou seja, onze anos depois do Christo de Salvador.

A ata da inauguração com as assinaturas dos presentes ao ato cívico, se encontra arquivada no Instituto Geográfico e Histórico da Bahia.

Outra curiosidade é que , entre as assinaturas, não consta a de Pasquale . Ele não dava importância à certas coisas, mas, certamente, estava por lá... por perto , se deliciando com a visão do mar azul da Bahia !
---------------------------------------------------------------------------------------

Nota do blog. A inauguração do Cristo Redentor no Rio foi um acontecimento inesquecível para a época. Na noite de 12 de outubro de 1931 , os cariocas ficaram de queixo caído quando as luzes que iriam iluminar a estátua foram acesas.

Estava previsto que elas seriam acesas por um sinal de rádio acionado à distância pelo iitaliano , Gugliemo Marconi , inventor do telégrafo sem fio. No entanto, devido a situação desfavorável do tempo, o acendimento teve mesmo que ser feito manualmente.


Guglielmo Marconi nasceu em 25.04.1874 e faleceu em 20.07.1937.





Posted by Picasa